Tudo começou com a deusa Athena e a lenda de seus cinco leais cavaleiros de bronze...


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Para refletir: A "evolução" do ensino brasileiro

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Graal

avatar
Admin
Retirado de:
http://artedartes.blogspot.com/2008/03/evoluo-do-ensino-no-brasil.html

Para quem se interessar, leia o artigo completo. Custa nada pensar um pouco para quem sabe fazer a diferença, hm?

---

Na semana passada comprei no mercadinho próximo a minha casa um produto que custou R$ 10,75. Dei à balconista R$20,00 e peguei na minha carteira 75 centavos, para evitar receber mais moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer. Tentei explicar que ela tinha que me dar 10 reais de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la. Lágrimas começaram a brotar nos seus olhos enquanto o gerente tentava explicar; mas ela aparentemente continuava sem entender.

Por que estou contando isso?

Porque hoje gostaria de falar um pouco sobre a "evolução" do ensino geral em nosso país, que bem se reflete no conhecimento geral dos rudimentos da matemática. Para que possamos avaliar melhor, podemos observar o nível das questões nos testes que são aplicados em nossas escolas desde a década de 1950, que vêm sofrendo mudanças interessantes com o correr do tempo, mais ou menos assim:


1) Questão de uma prova de matemática do ensino médio em 1950:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo deprodução desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda. Qual foi o lucro do cortador?


2) Questão de uma prova de matemática em 1970:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo deprodução desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00. Qual foi o lucro do cortador?


3) Questão de uma prova de matemática em 1980:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo deprodução desse carro de lenha é R$ 80,00. Qual foi o lucro do cortador?


4) Questão de uma prova de matemática em 1990:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo deprodução desse carro de lenha é R$ 80,00. Escolha a resposta certa, que indica o lucro do cortador:

( _ ) R$ 20,00 ( _ ) R$40,00 ( _ ) R$60,00 ( _ ) R$80,00 ( _ ) R$100,00


5) Questão de uma prova de matemática em 2000:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção desse carro de lenha é R$ 80,00. O lucro é de R$ 20,00. Essa afirmação está correta?

( _ ) SIM ( _ ) NÃO


6) Questão de uma prova de matemática em 2008:

Um cortador de lenha vende um carro de lenha por R$100,00. O custo deprodução é R$ 80,00. O lucro do cortador é de (se você souber ler, coloque um X no R$20,00):

( _ ) R$ 20,00 ( _ ) R$40,00 ( _ ) R$60,00 ( _ ) R$80,00 ( _ ) R$100,00


_________________
Ver perfil do usuário http://santuario-cdz.forumeiros.com
Na minha época (qto tempo) dava orgulho dizer que estudava em escola pública. O ensino era muito bom. Hoje vejo que o que minha irmã (8 anos e na 3ª série) aprende é deprimente. Mas a culpa não é dos professores apenas. Todos nós temos culpa. Quem deixou passar a revisão de um livro com 2 Paraguai?
vide: http://www.abrelivros.org.br/abrelivros/texto.asp?id=3753
É complicado. Com minha turma de Catequese (sim, eu sou catequista, rs) sempre discutimos assuntos que vão além dos temas biblicos, sempre orientando para um lado produtivo da vida. Ouvir música? pode. Desde que tenha conteúdo. Não importa se é sertanejo, funk, axé, rock, mpb, pagode... Ler livros? É essencial. Tv? Procure canais e uma programação adequada. Faço pouco, mas acredito contribuir para um país menos pior.

Ver perfil do usuário

Graal

avatar
Admin
Não esqueça o uso de internet, Fabio-san. Tem tanto acelerado nosso acesso à informação boa, quanto à ruim e ao desserviço de escrita rápida e cheia de vícios... além de nos desacostumar a escrever com punho pale


_________________
Ver perfil do usuário http://santuario-cdz.forumeiros.com
Google: Você quiz dizer "A involução do Ensino Brasileiro"

Ver perfil do usuário
Pois é. Eu também lembro disso. I isso é só o começo.

Quase toda semana eu ajudo meu sobrinho no dever da escola. E eu fico abismada com as perguntas do livro. E fico ainda mais perplexa com o que ele responde. Ele me diz que foi "do jeito que a professora dele ensinou. Ela disse que esse é o jeito mais facil"

Jeito mais facil? O jeito mais facil é estudar mesmo!

Semana passada ele veio me falar que o fêmo era na canela

E tome a titia aqui virar professora

Ver perfil do usuário
Katiuscha Ausinberg escreveu:Pois é. Eu também lembro disso. I isso é só o começo.

Quase toda semana eu ajudo meu sobrinho no dever da escola. E eu fico abismada com as perguntas do livro. E fico ainda mais perplexa com o que ele responde. Ele me diz que foi "do jeito que a professora dele ensinou. Ela disse que esse é o jeito mais facil"

Jeito mais facil? O jeito mais facil é estudar mesmo!

Semana passada ele veio me falar que o FÊMUR
era na canela

E tome a titia aqui virar professora

Ver perfil do usuário
Errei a escrita e vim consertar \o/

Ver perfil do usuário
É foda
Fico pensando, os químicos aqui da empresa dizem que é perda de tempo eu aprender a fazer titulação e mistura química, porque é só jogar a quantidade de massa no equipamento que ele faz isso, te dá o resultado em massa, molaridade, concentração e etc...E ainda assim lhe mostra qual agente químico se formou.

Mas aí eu digo, do que adianta saber colocar tudo isso na máquina se eu não aprendi o por quê desta reação.

Então eu sempre respondo que quero aprender o ponto zero das coisas, e agradeço que o ensino da ETEC que estudo é ótimo, além de não pagar nada....

Mas o ensino de hj mesmo está fraco d+ é deprimente.
Meu primo terminou os estudos e sinceramente, não sabe escrever um texto simples como o que sempre trocamos por aqui....


_________________
Ver perfil do usuário
Já havia lido isso...

Realmente é decepcionante isso...



Kikki já pensou em perguntar pra eles que se alguém não soubesse isso não haveria software? Que se esse programa travar eles não fazem mais nada?

Ver perfil do usuário
( X ) R$ 20,00









Não podia perder a piada... lol!


_________________
"I can't remember anything
Can't tell if this is true or dream
Deep down inside I feel to scream
This terrible silence stops me
"
One - Metallica

Camus e suas Expressoes...
Ver perfil do usuário
Sim, a situação do ensino brasileiro hoje é no mínimo trágica, e não se deve apenas à falta de invistimento (já costumeira até) por parte do governo. Estamos mais do que cientes de que para conseguir um melhor nível de ensino, os governantes são os últimos a serem requisitados. Precisamos fazer por nós mesmos, fazer por quem quer algo.

Recentemente, tenho estudado métodos Construtivistas de educação, formação psico-pedagógica em Piaget, por exemplo. É a forma com que me vejo como educador. Hoje o que se vê é um ensino precário, onde a estrutura física e a docente em vários casos deixa a desejar. Eu tenho uma opinião particular de que, o indivíduo não se torna um bom aprendiz quando o seu ensino de base não é bom.(lógico que há fatores externos, mas que no ensino de base são contornáveis, com boa vontade). Há muita mecanização, muita padronização. E pior, padronizado no que é ruim.

A situação que o Rafa propôs é semelhante à minha no curso de Geografia a qual presto. Sempre fiz mapas à mão, sempre gostei de desenhar. Hoje há vários programas como autocad, ArqGis que podem desenhar qualquer mapa se dadas as coordenadas. Mas e quando esse recurso não puder ser utilizado? Certamente o indivíduo irá repensar o que fez de sua profissão num momento bem tardio.

Enfim, esse é um tópico que chama minha atenção. Depois posto mais. Sono... o__O

Ver perfil do usuário
Faltou considerar o paradigma-mor que piorou ainda mais essa prática: a lei que obriga os professores a não reprovar os alunos, com a desculpa da recuperação paralela.

Se o aluno sabe que vai ser aprovado, para que estudar?
Na academia de letras isso era discutido com freqüência, além dos mitos de que o brasileiro está ficando mais burro ou similar.

Ademais a reportagem é tendenciosa e não leva em conta por exemplo a prova do Enem, que exige basicamente capacidade de leitura e interpretação de texto e ainda assim ano passado foi uma prova bem difícil, porque foi feita para provar aos reitores de universidade que o Enem pode ser usado como prova de ingresso a universidade pública (atualmente só as universidades particulares aceitam notas do enem para ingresso de alunos).

O motivo principal e real para queda de qualidade do ensino no mundo e não apenas no Brasil a partir da década de 50 foi o surgimento da lei do direito à educação, já que antes fazia-se um vestibulinho para entrar e só pessoas inteligentes ou de família de posses conseguiam acesso ao estudo.

Com a mudança da lei, os professores que eram poucos migraram para escolas particulares, e os restantes tiveram que educar substitutos em massa para o aumento da demanda (que estudiosos falam que chegou a 80% do número de alunos que existiam antes). Isso já foi o primeiro crack no estudo.

Em seguida, o sucateamento, com diminuição progressivamente o salário dos professores, chance de aprimoramento e reciclagem, para finalmente a regra de aprovação compulsória...

É um problema bem mais complexo do que aponta o senso comum dos repórteres, que propagam preconceito (inclusive lingüístico) há gerações...

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum